Por
Wellington Prado
e Claudio Caterinque
Repórteres

Diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Antônio Carlos Luiz de Souza, o Tonyko, relata que a autarquia já constatou impacto no abastecimento de água em São Mateus em decorrência do período chuvoso no Município.

Ele detalha que a percepção é de que o consumo tenha diminuiu, o que proporciona a chegada da água com mais pressão às residências.
Para Tonyko, com a chuva, a população economiza água, por exemplo, deixando de molhar plantas, lavar veículo ou dar banho em animais, e até mesmo de lavar roupas.

Tonyko disse na semana passada que a pressão no sistema de abastecimento estava baixa, fazendo com que a água não atingisse pontos mais elevados. Nessa segunda-feira, a pressão aumentou.

Com isso, o diretor frisa que, nessa segunda-feira, equipes do Saae fizeram o monitoramento em alguns bairros onde em dias anteriores havia reclamação de falta de água. Dessa vez, moradores disseram que a água estava chegando nas torneiras.
Nessa segunda-feira, a Reportagem também não registrou reclamações de falta de água na Cidade.

Leia também:   Chuva prevista para todo o Sudeste nesta terça-feira (26)

Com o índice de salinização no Rio Cricaré atingindo níveis elevados no Bairro Porto, o Saae suspendeu a captação de água no local.
Nos bairros centrais, como Boa Vista, Centro e Ideal, a água distribuída é capitada em seis poços artesianos perfurados ao longo da Avenida Cricaré.

Além disso, a água enviada às residências recebe uma mistura com água captada por caminhões-pipa no Rio Cricaré cerca de três quilômetros acima do Bairro Jambeiro, onde também já foi detectado níveis elevados de salinização na semana passada.

De acordo com Tonyko, os demais bairros são abastecidos com a água de 15 poços artesianos profundos.

ÁGUA DE CHUVA

Uma moradora do Bairro Caiçaras confirma que não foi registrada falta de água na casa dela no domingo e nem nessa segunda-feira. Conforme disse, na semana passada houve falta de água sempre na parte da tarde.

Mesmo com a água retornando às torneiras, a moradora colocou baldes para captar água da chuva, garantindo uma reserva em caso de voltar a faltar água.

Leia também:   Câmara analisa orçamento de R$ 348,5 milhões para 2022

 

Foto do destaque: Reprodução/Incaper

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here