Colocando a Praia de Guriri entre as melhores do Estado para a prática do surf, ao lado de Regência em Linhares, Setiba em Guarapari e Barra do Jucu em Vila Velha, o surfista Alberto Luiz Gomes Júnior, o Manga Rosa, identifica algumas características presentes no balneário mateense. Organizador do Nortão de Surf, que acontece neste final de semana na Ilha, ele detalha que a geografia da praia influencia nos tipos de ondas. Segundo ele, Guriri, por ser uma praia de mar aberto, descampada, sem morro ou pedra, qualquer vento ajuda na prática do esporte. Os melhores são os ventos Leste, Nordeste e Sul, conforme detalha. “Ficam muito maneiram as ondas, em tamanho, formação. Porém, quando entra um vento muito forte, a onda se esfacela, se desfaz muito rápido”.

Segundo ele, outro vento que influencia muito no surf em Guriri é o chamado terral. “Noroeste, Oeste ou Sudoeste, é o vento que sopra da terra para o mar”. Ele afirma também que as melhores épocas para o surf, ao contrário da crença popular, é o Inverno, entre o final do Outono e o início da Primavera. “O Verão é a pior época para a prática do surf, porém é a melhor época para ‘vender’ o surf”.

Leia também:   Queima de cerâmica com magia e poesia em Guriri

DESTAQUES MATEENSES

Manga Rosa explica que há cerca de 20 anos, São Mateus teve dois principais representantes do surf amador no circuito brasileiro. Ele lembra os nomes de Clovis Feitosa e de Marcelo Paiva, que chegaram até as primeiras posições, entre os cincos mais bem ranqueados no Brasil. No entanto, lamenta que o Município jamais teve um representante no circuito profissional.

CURIOSIDADE

Uma das curiosidades do surf, conforme explica Manga Rosa, são as gírias usadas pelos praticantes. Por exemplo, quem disputa as competições, “corre o surf”, ou quem vence uma bateria, “faz a mala do adversário”.

São Mateus–ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here