A busca por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, começa nesta quarta-feira (13) para a dupla Alisson e André Stein, atletas do vôlei de praia. Contemplados pelo programa Bolsa Atleta, os capixabas estão em Doha, no Catar, para disputa da etapa do Circuito Mundial.

Esta etapa no Oriente Médio é a primeira que contabilizará pontos para as Olimpíadas de Tóquio para as duplas brasileiras. Medalha de ouro nos Jogos do Rio, em 2016, Alisson se diz confiante por um bom resultado na estreia.

“A expectativa [para a competição] é a melhor possível. Nosso time vem em uma crescente, esperamos fazer um bom campeonato e uma boa corrida olímpica. Continuamos contando com a torcida para essa dupla que é 110% capixaba” – disse o Mamute, como é conhecido.

Além de Alisson e André, outro contemplado pelo Bolsa Atleta estará competindo em Doha: Bruno Schmidt, parceiro de Alisson na conquista olímpica do Rio de Janeiro, que agora joga com Evandro.

Leia também:   Casais são roubados à noite na beira-mar de Guriri

A fase de grupos do torneio terá oito grupos com quatro duplas cada, jogando entre si. Os primeiros colocados avançam direto às oitavas-de-final (Round 2), enquanto segundos e terceiros disputam uma rodada extra, a repescagem (Round 1). A partir desta fase, os jogos seguem no formato de eliminatória direta, com oitavas, quartas, semifinais e finais.

CAMINHO PARA TÓQUIO

No Circuito Mundial, os eventos são definidos pelo número de estrelas, indo de uma até cinco. No entanto, na corrida olímpica do Brasil, apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, são contabilizados, cada um com peso correspondente. Por isso, a etapa de Doha é a primeira a computar pontos para as duplas brasileiras.

A corrida olímpica no vôlei de praia segue até fevereiro do ano que vem. No entanto, ainda estão agendadas outras duas etapas cinco estrelas e o Campeonato Mundial para este ano.

Ao final da corrida olímpica, as duas duplas com maior pontuação estarão classificadas para os Jogos de Tóquio. Em caso de empate entre duas ou mais duplas, os critérios de desempate serão, por ordem: melhor resultado no Campeonato Mundial de 2019; melhor resultado nas etapas cinco estrelas; melhor resultado nas etapas quatro estrelas; melhor resultado na última etapa jogada entre as duplas.

Leia também:   Jovem preso e LSD, maconha e crack apreendidos no Ribeirão

BOLSA ATLETA

“O Bolsa Atleta é um programa de incentivo a atletas e paratletas de alto rendimento que, em 2019, beneficia 117 atletas e paratletas capixabas de diversas modalidades. Os beneficiados recebem, mensalmente, bolsas que chegam até R$ 4 mil, e são utilizadas para custeio de equipamentos, passagens aéreas e outras despesas esportivas” – ressalta a Assessoria de Comunicação da Sesport.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here