Imagens do sistema de videomonitoramento auxiliaram a polícia na prisão de um homem suspeito de ser o arrombador Ladrão do Porrete, acusado de arrombar lojas na área central de São Mateus na última semana de 2018 e os primeiros dias deste ano. Comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar e respondendo interinamente pela Seção de Planejamento do Batalhão de São Mateus, o capitão Felipe Barboza disse que o trabalho do sistema de videomonitoramento, que conta com 80 câmeras, tem sido eficaz, embora não haja os números oficiais de quantos casos já foram resolvidos com o uso da tecnologia.

O capitão Felipe frisa que a gestão do sistema é feita pela Prefeitura. A central de operação está instalada no quartel do Batalhão, no Bairro Boa Vista. Conforme explica, no caso específico do Ladrão do Porrete, apelido que o criminoso ganhou das próprias vítimas dos arrombamentos por aparecer em algumas imagens segurando um pedaço de madeira, as imagens obtidas possibilitaram a localização de um suspeito. Ele afirma que as imagens foram analisadas pelo Serviço de Inteligência. Segundo o capitão, a prisão aconteceu na noite de segunda para terça-feira (8). Ele detalha ainda que o homem foi identificado como morador de rua e usuário de drogas.

Leia também:   Blocos de rua prometem fazer Carnaval eclético em Guriri

Além do caso envolvendo o Ladrão do Porrete, o capitão Felipe lembra a prisão do bandido conhecido como Fantasma do Lençol, ou Fantasminha, ocorrido no ano passado, que teve muita repercussão na Cidade. O acusado também foi encontrado por meio de imagens das câmeras de videomonitoramento. O capitão reforça que o trabalho integrado, em parceria com as entidades, e o esforço dos militares, possibilitaram a redução da criminalidade, conforme os dados do balanço dos registros de 2018 apresentado por ele à Rede TC na manhã desta sexta-feira (11).

ZONA RURAL

O trabalho na zona rural de São Mateus da Polícia Militar esbarra na extensão territorial e quantidade expressiva de propriedades rurais no Município, segundo o capitão Felipe. Contudo o comandante reforça que, com parceria com as comunidades, “a PM tem trabalhado e pretende, em caso de aumento de efetivo, ampliar a cobertura de militares e de viaturas da Patrulha Rural”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here