Os 11 vereadores eleitos em 15 de novembro de 2020 iniciaram os trabalhos legislativos na sede da Câmara de São Mateus nesta terça-feira (12). Conforme adiantou o presidente da Mesa Diretora, eleito na sessão do dia 1º de janeiro, logo após a cerimônia de posse, a Lei Orgânica do Legislativo Municipal determina que a primeira sessão legislativa do ano ocorra na segunda terça-feira de janeiro.

Desta forma, os trabalhos iniciaram por volta das 15h e foram encerrados perto das 18h. Na sessão ordinária, foram apresentadas e aprovadas por unanimidade 21 indicações dos vereadores propondo ao Executivo Municipal investimentos e intervenções nas mais variadas áreas. Também foram aprovados, por unanimidade, dois votos de pesar aos familiares do pastor Elias Carvalho Soares e de Josenir Vieira Messias, o Josenir Caveleireiro.

As duas moções foram apresentadas pelo presidente Paulo Fundão. Ele explicou que as mortes foram por complicação devido à covid-19.

A sessão teve presença do prefeito de Conceição da Barra, Mateusinho Vasconcelos, e dos ex-vereador Francisco Amaro e Paulo Chagas.

Leia também:   Banestes fecha agências e correspondentes no Carnaval

COMISSÕES

Também foram eleitos e apresentados ao público os membros das comissões permanentes do Legislativo Municipal.

A Comissão de Constituição, Justiça, Direitos Humanos, Cidadania e Redação ficou da seguinte forma: Pia (presidente), Isael Aguilar (vice-presidente), Ciety e Laílson da Aroeira (membros).

A Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização está composta com os vereadores Isael Aguilar (presidente), Pia (vice-presidente), Robertinho e Delermano Suim (membros).

Já a Comissão de Obras, Urbanismo e Infraestrutura Municipal foi formada pelos vereadores Laílson da Aroeira (presidente), Delermano Suim (vice-presidente), Balanga e Carlinhos Simião (membros).

E para a Comissão de Educação, Cultura, Saúde, Agricultura e Meio ambiente, foram eleitos os parlamentares Robertinho (presidente), Adeci de Sena (vice-presidente), Balanga e Carlinhos Simião (membros).

CONTAS DE AMADEU

Alegando que os novos vereadores precisam de um prazo maior para analisar as contas municipais referentes ao ano de 2015, do mandato do ex-prefeito Amadeu Boroto, o presidente da Mesa Diretora, Paulo Fundão, decidiu devolver o parecer para a Comissão de Finanças para que os parlamentares façam um novo relatório.

Leia também:   São Mateus já vacinou mais de 600 pessoas contra a covid-19

Na sessão desta terça-feira, ele esclareceu que o processo chegou ao Legislativo Municipal em 2019 com parecer prévio do Tribunal de Contas do Espírito Santo pela rejeição das contas e comparou a votação a “um presente de grego”.

Segundo Paulo Fundão, a Comissão terá 60 dias para emitir um parecer e poderá, inclusive, fazer nova convocação ao ex-prefeito Amadeu Boroto para prestar esclarecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here