A Associação Empresarial do Litoral Norte (Assenor) reuniu produtores rurais de áreas às margens do Córrego Bamburral, na tarde desta quinta-feira (5), para apresentar levantamento planialtimétrico dentro da proposta de construção de uma barragem no manancial. O presidente Natan Beltrame frisou que o objetivo foi mostrar a área que a água alcançaria dentro das propriedades.

O estudo aponta que a barragem do Córrego Bamburral impacta aproximadamente 40 produtores. Foto: Reprodução

O projeto planialtimétrico foi desenvolvido pela empresa Tinoco Engenharia, que detalhou que o local da barreira, em primeira opção, fica a 955 metros da ponte da BR-381. Outra opção fica a 2,5 quilômetros da ponte. O presidente da Assenor reforça que a barragem está projetada para 10 metros de lâmina no início e impactaria áreas de aproximadamente 40 produtores rurais, em seis quilômetros de córrego.

Presidente da Assenor, Natan Beltrame abriu a reunião com os produtores sobre a possível barragem no Córrego do Bamburral. Foto: Wellington Prado/TC Digital

Natan explicou que a reunião desta quinta-feira (5) era continuidade de outra que a Assenor já realizou com os produtores, em 28 de fevereiro de 2018, para explicar a proposta da entidade de barragem no Bamburral, com intuito de suprir as necessidades dos ruralistas e de abastecimento da população urbana. Ele lembra que os produtores pediram na época um estudo de como seriam impactados.

Leia também:   Pedal com ciclistas de três estados domingo em Conceição da Barra

O presidente da Assenor adianta que será feito um relatório de cada situação apontada pelos produtores nesta quinta-feira (5), contrários ou favoráveis à barragem, para encaminhamento aos poderes Executivo e Legislativo, para darem seguimento à proposta. “Podemos continuar acompanhado, ajudando. Este projeto planialtimétrico a gente conseguiu graças ao apoio de mantenedores e do Sicoob. Conseguimos 108 mil reais, fizemos o estudo planialtimétrico e, se caminhar, podemos bancar outros projetos por esses recursos” – ponderou.

PRODUTORES

Os produtores chegaram à reunião demonstrando ansiedade. Ilailson Gonçalves Campos entende que a barragem é benéfica para a classe e para a população urbana. Entretanto disse que está preocupado com os impactos. “Eu e vizinhos temos uma área muito plana na beira do córrego, e com essa barragem vai afetar mais da metade dessas pequenas propriedades. A gente vem ouvir para depois analisar e participar da discussão. O importante é chegar a um denominador comum, em que todos saiam beneficiados” – sustentou.

 

(Legendas)

 

.1 Fotos de Wellington Prado/TC Digital

Leia também:   Guarda-vidas orientam banhistas a evitarem locais com buracos e correntes de retorno em Guriri

Os produtores mostraram preocupação com os impactos da barragem.

.2

Presidente da Assenor, Natan Beltrame abriu a reunião com os produtores sobre a possível barragem no Córrego do Bamburral.

.3

O estudo aponta que a barragem do Córrego Bamburral impacta aproximadamente 40 produtores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here