A segurança dos foliões que vão curtir os blocos de Vitória foi tema de reunião da Comissão de Cultura desta segunda-feira (17). O colegiado recebeu representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros Militar.

O subsecretário estadual de Integração Institucional, Guilherme Pacífico, explicou que o Carnaval faz parte da Operação Verão e o trabalho é desenvolvido de forma integrada.

Foto: Ales/Divulgação

“É um trabalho integrado com toda a equipe de trânsito, Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária. Tudo isso acontece dentro de um gabinete de gestão integrada. O desfile das escolas no Sambão do Povo foi maravilhoso e tranquilo. E nós seguimos com a operação integrada”, destacou Pacífico.

De acordo com o tenente-coronel Borges, representante da Polícia Militar, todos os blocos de rua são estudados pelos órgãos de segurança. “Nós estamos estudando cada bloco de Carnaval. E isso é analisado juntamente com as comunidades. A maioria dos blocos vai sair e terminar ali mesmo na Avenida Beira-Mar. Isso é importante para garantir o acesso dos moradores do Centro de Vitória às suas casas e dar também espaço para os foliões”, pontuou Borges. Vitória contabiliza 36 blocos de Carnaval.

Leia também:   Casagrande destina mais de R$ 120 milhões para o enfrentamento da crise nos municípios

Estradas

Foto: Reprodução

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai reforçar a fiscalização durante o evento:

“O Carnaval é uma data sensível porque temos um aumento de fluxo nas estradas. Nossas operações começam na sexta-feira e terminam na Quarta-feira de Cinzas. Nós reforçamos o policiamento das rodovias porque é sabido que a presença da viatura ao longo do trecho surte um efeito positivo na redução do número de infrações”, explicou o inspetor da PRF Alexander Valdo Lemos.

Ele destacou ainda que radares fixos e portáteis estarão em funcionamento.

Orientação aos foliões

A orientação para os foliões é ter maior atenção com os pertences. “Todo mundo quer tirar foto, mas o celular é um chamariz. Orientamos não sair de casa com muito dinheiro e distribuir os pertences pelo bolso e corpo”, orientou o tenente-coronel Borges.

Outra orientação importante é, na medida do possível, não sair de casa de carro. De acordo com Borges, haverá local organizado para parada de ônibus, táxis e transporte por aplicativos.

“O Carnaval seguro começa com a consciência de cada um. Vai estar tudo pronto para as pessoas se divertirem com tranquilidade. A orientação é não para bebida e direção; não para o assédio, não para a importunação. E precisando, estaremos prontos e à disposição”.

Leia também:   Aglomerações geram preocupação e revolta no Centro

Outro recado é que os foliões procurem curtir os blocos autorizados pelo Poder Público. “Os sites das prefeituras apresentam todos os detalhes dos blocos que estão autorizados. Esses blocos foram estudados e vão contar com todo o apoio dos órgãos do segurança”, finalizou Borges.

O deputado Torino Marques (PSL), presidente do colegiado, reforçou as orientações. “Não é não. Queremos um carnaval tranquilo e sem assédio. É bom ver que os órgãos de segurança estão preparados. Esperamos que os foliões saiam de casa vestidos de alegria e paz”. A reunião também contou com a presença dos deputados Delegado Danilo Bahiense (PSL) e Carlos Von (Avante).

Leitão da Silva

Na reunião também foi comentado o que ocorreu na Avenida Leitão da Silva, em Vitória, na última sexta-feira (14), quando pessoas armadas fecharam a avenida, consequência de uma operação policial no Complexo da Penha. De acordo com Pacífico, a ocorrência não atrapalhou os desfiles do Sabão do Povo.

“Esse final de semana foi a prova de que a polícia está de prontidão para garantir a segurança dos capixabas. Violência não combina com alegria, com carnaval, com turismo”, finalizou. Segundo dados da secretaria, o Sambão do Povo reuniu mais de 60 mil pessoas e foram registradas somente três ocorrências sem gravidade.

Leia também:   Polícia Militar monta cerco e prende suspeitos de tráfico em Nova Venécia

Ainda sobre esse assunto, o tenente-coronel Borges destacou que as vias estão sendo monitoradas. “Mantivemos desde aquele dia um cerco tático e operação no morro por tempo indeterminado. Não recuamos em nenhum momento. Temos o apoio da Guarda Municipal. Hoje o comércio está todo funcionando normalmente”, disse.

*Com informações da Assembléia Legislativa do Espírito Santo (Ales).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here