DANIEL CARVALHO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Assessor especial da Presidência da República, Arthur Weintraub divulgou vídeo ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta terça-feira (15), para informar que está deixando o governo para assumir um posto na OEA (Organização dos Estados Americanos), em Washington, nos Estados Unidos.

“Ao melhor presidente, um até breve. Não é um adeus”, escreveu na publicação.

No vídeo, Arthur diz que está triste por deixar o cargo.

“Estou indo para a OEA num cargo de direito, na área de direito. Conversei com o presidente desde o começo”, disse Arthur.

Bolsonaro disse que o assessor estava ao seu lado desde antes da eleição presidencial de 2018, junto com Abraham Weintraub, irmão de Arthur e ex-ministro da Educação que deixou o Brasil às pressas e ganhou um cargo no Banco Mundial, nos Estados Unidos.

“Dois anos antes das eleições, o Arthur e seu irmão acreditaram na gente”, disse Bolsonaro. “Ele teve participação muito grande naquilo que fazemos hoje em dia”, afirmou o presidente.

Leia também:   Dona de casa processa União por US$ 1.000 de auxílio que Bolsonaro citou na ONU

Bolsonaro se disse aberto ao retorno do auxiliar.

“Quando quiser retornar, as portas estão abertas”, afirmou.

Procurada para informar qual cargo Arthur Weintraub ocupará, a OEA não respondeu até a publicação desta reportagem.

Arthur e Abraham morarão na mesma cidade. Ambos eram criticados por auxiliares militares do presidente por estimular a radicalização do discurso de Bolsonaro.

“Vou rever meu irmãozinho! Finalmente ele está chegando!”, comemorou o ex-ministro em uma rede social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here