A Terceira Companhia da Polícia Militar Ambiental em São Mateus (3ª Cia do BPMA) recebeu nesta quarta-feira (9) a doação de 13 animais taxidermizados, que passarão a compor o acervo da corporação. Os animais são utilizados para atividades de educação ambiental, como palestras e exposições na região.

Acervo conta com animais naturais da Mata Atlântica, alguns ameaçados de extinção.

Os animais foram entregues pelo chefe da Reserva Biológica de Sooretama, Eliton de Almeida Lima, ao comandante da Polícia Ambiental, o capitão Fabrício Pereira Rocha, na sede da unidade de conservação.

Os animais doados foram a coruja-do-mato, papagaio, quati, mão-pelada, irara, cachorro-do-mato, gavião carijó, teiú, jaguatirica, sagui, tatu-peba, araçari e paca.

Conforme o capitão Fabrício Pereira Rocha, os animais taxidermizados, popularmente conhecidos como animais empalhados, “constituem uma importante ferramenta para a educação ambiental, pois funcionam como material didático. Os animais chamam a atenção de crianças e adultos e tem a função de despertar nas pessoas o valor e importância dos animais silvestres para a qualidade de vida da população”.

Segundo o capitão, as conversas com a reserva de Sooretama já estavam bastante adiantadas, e, com o início das atividades do Posto Avançado da 3ª Companhia do BPMA, no município de Barra de São Francisco, foi consumada a doação. “Dessa forma será possível à ampliação do projeto de educação ambiental para os municípios do noroeste capixaba, atendidos pela subunidade especializada”, destaca.

Leia também:   Desmatamento na Amazônia cresce 96% em setembro, indicam alertas do Inpe

Segundo o capitão Fabrício, com a aquisição dos novos animais, o acervo da companhia passou a contar com 46 peças, sendo todas espécies características da Mata Atlântica, algumas em risco de extinção. Parte do acervo será destinada ao Posto Avançado e utilizada nas ações de educação ambiental em Barra de São Francisco, Água Doce do Norte, Ecoporanga e Vila Pavão.

O batalhão esclarece que no norte e noroeste do Estado, a Policia Ambiental está aberta às solicitações de ongs, projetos sociais e escolas, durante todo o decorrer do ano, para realizar palestras e exposições, que devem ser agendadas através do e-mail [email protected] ou pelo telefone (27) 3767-7611.

Denuncias de crimes ambientais devem ser feitas por meio do Serviço Disque Denuncia, no telefone 181, ou pelo site www.disquedenuncia181.es.gov.br .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here